Passaporte de cidadão americano.

O anistiado de 88 anos é brasileiro, ama o Brasil, mas tem muitas mágoas a lamentar, principalmente por ser um país sem Lei. --- ninguém se sente confortável morar num país sem Lei.

Ennis, chegou como imigrante legal aos Estados Unidos em 1953 e por questão de trabalhos técnicos, em fábricas que tinham contratos com o governo, que exigiam a cidadania americana, chegou a cogitar se naturalizar americano. Logo descartou a idéia, pois perderia a cidadania brasileira.--- mais tarde essa exigência das leis brasileiras foi mudada e Ennis hoje, tanto pode ser brasileiro como cidadão americano. (1994)

Ennis, aguardou 41 anos até mudarem a Lei Brasileira, para se tornar Cidadão Americano, para não perder a cidadania basileira !!!

"O procedimento constante no site Portal Consular do Ministério de Relações Exteriores[v] (Itamaraty) descarta, categoricamente, qualquer espécie de perda automática de nacionalidade, ao dispor que, “ao tornar-se cidadão estrangeiro, por processo de naturalização, o cidadão brasileiro não perde automaticamente a cidadania brasileira, mas sim, passa a ter dupla cidadania: brasileira, por nascimento, e a estrangeira, por naturalização. (...) somente será instaurado processo de perda de nacionalidade quando o cidadão manifestar expressamente, por escrito, sua vontade de perder a nacionalidade brasileira. Caso contrário não ocorrerá processo de perda de nacionalidade”

 



" Sobreveio acordão da 1ª Seção do STJ, em caso relativamente semelhante, no qual ficou decidido, por unanimidade, a existência de direito líquido e certo à manutenção da dupla nacionalidade, em razão da aquisição da nacionalidade estadunidense dar-se como imposição para o exercício de direitos civis, 
sejam quais forem estes direitos[vii]. O relator do mandado de segurança, ministro Benedito Gonçalves, destacou que “... não é lícito ao Brasil, a partir da redação dada ao art. 12 da Constituição pela EC n. 3/94, exigir de seus nacionais que abram mão de uma segunda cidadania quando o planejamento de vida deste brasileiro abrace outra nacionalidade, a par da brasileira."


En 1955 quando morava em Wahington DC, o "Green Card", documento que permite  morar sem limites e trabalhar nos Estados Unidos, o plástico abriu e ao tentar re-plastificar, o documento ficou completamente lnutilizado. A iniciativa correta seria requerer imediatamente uma segunda via, mas logo ficou no esquecimento.

Ennis, só lembrou do problema anos mais tarde, quando teve que ir ao Brasil numa  situação de emergência, por morte de familiar.
Para retornar aos Estados Unidos, conseguiu facilmente um Vista de Turista no Consulado Anericano do Rio de Janeiro, e o problema ficou novamente esquecido;
O Visto valia por 10 anos.

Na década dos 90 um primo avisou que a TV espanhola noticiou que o IMMIGATION estava renovando os Green Cards.

Ennis foi a Baltimore, no IMMIGRATION para tentar obter um novo Green Card.

A oficial atentende, do outro lado do balcão, virou o monitor do computador, e disse:
- "o seu nome está aqui, e tem um número, mas não diz o que significa o número. Eu não tenho condições de resolver seu caso sem saber o que significa esse número."  --- a pesquisa demoraria um mês, pois tinham que recorrer a depósitos onde se encontravam os documentos do processo original !!!


(um mês depois)
- Lamentavelmente, o senhor perdeu o seu direito de morar nos Estados Unidos.
A razão, é que depois de ser imigrante legal no país, o senhor entrou 10 vezes como turista nos Estados Unidos, e isso a Lei diz que configura a uma renúncia ao seu direito de residência nos Estados Unidos !!! --- Ennis estava sujeito a ser deportado.

Ennis foi para casa transtornado, estava muito bem empregado e não queria ser um imigrante ilegal, sujeito a deportação. Esta morando a mais de 20 anos nos Estados Unidos.


Ennis, telefonou para o filho no interior de São Paulo, e contou que estava voltando, e já procurava o melhor preço da passagem. 

Ennis passou 3 dias transtornado, pensando como poderia sair daquela enrrascada. --- mas, nada poderia fazer, pois era a Lei dos Estados Unidos.

Estados Unidos não é Brasil, onde se compra qualquer parágrafo de Lei por quinhentos reais !!!

Numa noite mal dormida, Ennis teve a idéia BRILHANTE, de escrever uma carta para o Diretor de IMMIGRATION, em Washington, nos seguintes termos:

"Prezado Senhor:
Sinceramente, lamento ter quebrado as leis desse país que tanto amo e agora tenho que ir embora.
Reconheço a minha culpa, mas sejam benevolêntes, pois a culpa não é só minha.
Todo o controle de imigração era feito por FICHARIO e as anotações eram feitas manualmente.  Lá nos anos 80 vocês mudaram tudo para o computador.
O funcionário que tranferiu os meus dados das fichas para o compudador, ao teclar meus dados colocou o número do meu Green Card e não teclou a palavra "GREEN CARD."
Nesses anos minha mãe, meu pai, tios morreram no Brasil e eu tive que fazer viagens de emergência, e tinha que voltar para minha casa, onde moro e trabalho.

Claro que Ennis deveria ter se informado melhor, mas veja o mal que esse funcionário do IMMIGRATION me causou. ......
----------------------------------------------
En 20 dias Ennis recebeu uma carta do Diretor do IMMIGRATION, que quase não dava para acreditar !

Mais uma semana, Ennis recebeu um NOVO GREEN CARD com o mesmo número original do cartão obtido em 1953.

Um problema enorme resolvido em menos de 1 mês, com uma carta apenas !!!
Como não amar e querer ser cidadão do país que trata com tanto respeito os seus cidadãos ???

Alguém vai dizer: - Então o que você está fazendo no Brasil ???
Primeiro, ninguém esquece o país em que nasceu, por pior que seja, e ainda não consegui que 2 filhos imigrassem para os US. Faz 5 anos que estou tentando receber o que me foi furtado.


O Brasil, o cidadão é visto com desprezo pelas autoridades !
No caso com a Comissão de Anistia Política, faz já mais de 5 anos que o anistiado foi vítima de um crime em que foi DECLARADO MORTO, para que a comissão não votasse REQUERIMENTO de Pensão Mensal. (a Lei chama de Prestação Mensal)
Ennis já gastou mais de 15 mil Reais com advogados em ação na 2a Vara Federal de Piracicaba. Peticionou a 5 Ministros da Justiça e a 3 Procuradores Gerais de Justiça, até agora tudo inutilmente. 

Agora a Ministra Damares Alves faz 13 meses que não responde a 5 petições de anistiado lezado pela própria Comissão de Anistia Política !!! 





Duvido que essa falsidade ideológica leve alguém para a cadeia no Brasil !!!




Confessou seus crimes na TV JUSTIÇA por estar absolutamente seguro da impunidade !!! --- Uma "pavonada" para dizer que nada lhe acontece !


 

O ex-presidente Paulo Abrão, confessou perante as câmeras da TV Justiça, que furtava os anistiados:

 

(duração do video no You-Tube apenas 3 minutos)
   

https://youtu.be/9DcJtxhU_0